Connect with us

Serviços

Alpha Serviços: A importância do desenho da banda de rodagem e a montagem correta nas rodas dos pneus

Published

on



Saber as diferenças entre os pneus influenciam no desempenho e na segurança do veículo


Além das medidas de aro, largura, profundidade de sulco da banda de rodagem, índice de carga, símbolo de velocidade e aplicações adequadas para o veículo, existem outras características que precisam ser observadas antes de adquirir um pneu, dentre elas está o desenho da banda de rodagem, que pode ser assimétrico, direcional ou simétrico.

“É importante que o condutor conheça o tipo de pneu usado por seu veículo, pois a montagem incorreta, no lado errado do sentido de rodagem, pode prejudicar o desempenho e a segurança oferecida pelo produto. Por isso, é necessário escolher uma oficina com profissionais qualificados quando for necessário fazer qualquer reparo ou mesmo o rodízio de pneus”, explica Rodrigo Alonso, diretor de vendas e marketing da Dunlop.


A variação no desenho não é de ordem apenas estética, ela também influencia no comportamento do pneu e, por consequência, do veículo.

O desenho assimétrico é aquele em que é possível verificar diferença de padrões de sulcos ao se traçar uma linha imaginária no meio da banda de rodagem. O lado voltado para fora do veículo, possui blocos desenvolvidos para que o pneu suporte mais impacto e melhore a dirigibilidade e aderência, principalmente nas curvas, além de não deixar que pedras ou outros detritos entrem na banda de rodagem. O lado voltado para dentro da banda é desenhado para permitir maior vazão da água, melhorando o desempenho na chuva com a redução da aquaplanagem e o centro da banda prioriza a tração.


Pneus assimétricos demandam uma maior atenção no ato da montagem, respeitando-se a inscrição na lateral do produto indicando qual é o lado interno e qual é o lado externo do pneu que deve ser aplicado (interno/externo, ou ainda, inside/outside). Para o rodízio de pneus, este desenho possibilita a mudança dos pneus de um lado para outro do veículo, assim como a simples mudança de eixo, mantendo-se o mesmo lado.

O pneu direcional é o mais fácil de ser identificado, pois a banda de rodagem forma o desenho que lembra o formato de um “V” e o sentido de rodagem deve ser observado para montar corretamente o produto no veículo. Esse tipo de pneu é recomendado para consumidores que priorizam a esportividade e dirigibilidade, especialmente em condições de piso molhado. Sua principal característica é a maior aderência, pois seu desenho permite expelir água para fora da banda de rodagem mais rapidamente, aumentando a aderência e reduzindo a ocorrência de aquaplanagem.

Em contrapartida, o pneu direcional gera naturalmente um maior nível de ruído na rodagem e limitações no rodízio de pneus, pois o sentido de rotação deve sempre ser respeitado para manter as características de performance e segurança do produto. Em sua lateral há uma indicação do sentido de rotação para a montagem das rodas. A realização de rodízios com maior frequência e maior atenção com a manutenção da pressão de ar conforme especificado pelo fabricante do veículo amenizam a ocorrência de ruídos durante o uso do veículo. O ruído em si não afeta a funcionalidade do produto.

Já o pneu simétrico, ao traçar uma linha imaginária no centro de sua banda de rodagem, o desenho visto do lado esquerdo e direito são iguais. Portanto, se girarmos o pneu em pé, o desenho da banda de rodagem irá manter-se o mesmo. Com isso, estes pneus podem ser montados nas rodas em qualquer sentido de rotação, o que facilita o rodízio de pneus nos veículos.