Connect with us

Alpha Notícias: Tupy apresenta seus avanços referentes à estratégia de sustentabilidade, inovação e tecnologia

Published

on



93% do material metálico utilizado pela multinacional brasileira é de origem reciclada


A multinacional brasileira Tupy publicou seu relatório de sustentabilidade, que traz dados das operações do ano de 2022 e os resultados em relação aos aspectos econômicos, ambientais e sociais.

“Na Tupy, temos dedicado nosso investimento tecnológico para promover soluções que ampliem a eficiência energética em toda a sociedade, aproveitem todas as energias disponíveis e promovam novas tecnologias”, disse Fernando de Rizzo, CEO da Tupy.

O reporte mostra diversas iniciativas de economia circular, entre elas a transformação de mais de 650 mil toneladas de sucata metálica em produtos de alta complexidade geométrica e metalúrgica, a regeneração de mais 350 mil toneladas de areia e o reaproveitamento de 93% dos efluentes industriais e sanitários.

O documento ainda enfatiza as iniciativas referentes ao compromisso com os capitais humano, intelectual e social. A Empresa encerrou o ano com mais de 19 mil colaboradores, de 26 nacionalidades, e promoveu cerca de 389 mil horas de treinamento e capacitação. Concentrada em projetos de pesquisa e desenvolvimento, a Companhia investiu R$ 36 milhões para desenvolver novos produtos e novas oportunidades de negócios. Também, foram promovidas ações na comunidade, com 2,1 milhões investidos em projetos sociais e 19,2 mil pessoas impactadas.

A busca por soluções sustentáveis para os desafios atuais se traduz tanto nas práticas internas como no desenvolvimento de produtos, serviços e tecnologias que contribuam com o futuro e, em paralelo, mudem realidades agora.

As informações divulgadas nesta edição do Relatório de Sustentabilidade Tupy contemplam os destaques operacionais, no período entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2022, das unidades no Brasil (Joinville, Betim e Mauá), no México (Saltillo e Ramos Arizpe) e em Portugal (Aveiro), e nos escritórios no Brasil (São Paulo), nos Estados Unidos (Detroit) e na Europa (Munique, na Alemanha; Turim, na Itália; e Arnhem, nos Países Baixos).