Connect with us

Notícias

Inteligência artificial analisa comportamento de motoristas de veículos de frotas

Published

on

Inteligência artificial analisa comportamento de motoristas de veículos de frotas

Por meio do uso de inteligência artificial, o VAI – Vehicle Artificial Intelligence, sistema de conectividade automotiva da Wings, conseguiu realizar uma análise profunda do comportamento de motoristas de veículos de frotas.

Inteligência artificial diz que 12 a cada 1.000 condutores representam um alto risco para as locadoras

“O motorista que dirige um veículo a uma velocidade mais alta do que outros que estão na mesma via pode estar adotando práticas inaceitáveis, como, por exemplo, condução pelo acostamento, ou se utilizando indevidamente de corredores exclusivos. O sistema consegue avaliar tudo isso”, explica João Marcelo, o co-fundador da Wings.

As novas funções de Inteligência Artificial, desenvolvidas há oito meses em parceria com o CESAR – Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife já estão disponíveis aos clientes do segmento de locação.

O estudo, abrangendo mais de dois mil motoristas que guiaram veículos com Inteligência Artificial acoplada à plataforma VAI por mais de 3,2 milhões de quilômetros, apontou que em cerca de 3% dos deslocamentos realizados houve incidência excessiva de comportamentos que podem ser considerados agressivos e que, portanto, aumentam o risco de acidentes. Do total, 1% das viagens foram enquadradas como de alto risco.

Com o uso da IA foi possível monitorar mais de 50 hábitos de condução dos motoristas, além de analisar e comparar, em tempo real, cada um dos condutores dos veículos.

Advertisement

Segundo Barros, o sistema VAI com IA é capaz de verificar ações como, por exemplo, a pressão exercida no pedal do acelerador e a velocidade com que se realiza frenagens e curvas.

Outro ponto importante é que a IA implementada na plataforma VAI tem capacidade de avaliar o contexto de condução, ou seja, é possível identificar um comportamento distinto ao volante em um percurso ao compará-lo com outros motoristas que percorrem a mesma rota no mesmo horário.

“Com o elevado valor do seguro, resta à locadora buscar alternativas de controlar os gastos com manutenções e reparos decorrente de acidentes e é aí que a tecnologia irá atuar”, diz Barros.

Entender o perfil dos condutores é uma forma de oferecer previsibilidade para as locadoras que utilizam a plataforma VAI. O sistema pontua os motoristas de acordo com o risco, permitindo uma política assertiva de renovações e reeducação do motorista.

“A próxima etapa permitirá a interação automatizada com o condutor oferecendo benefícios como descontos em abastecimento e mensalidade da locação em caso de adoção de uma melhor prática”, destaca Barros. A empresa calcula reduzir a sinistralidade de locadoras em 26% com o uso da tecnologia.

Advertisement

A capacidade de análise da IA faz com que a plataforma VAI possa alertar o gestor da frota sobre condutores que apresentem elevado grau de risco de se envolverem em acidentes. Conforme a Wings, a eficácia desse alerta é de aproximadamente 90%.

O sistema enquadra os motoristas em seis perfis, indo desde os mais tranquilos e moderados, que conduzem em uma média comparativa baixa de velocidade e sem hábitos agressivos na condução, até os agressivos e rápidos.

Após as análises realizadas, foi possível constatar que a maioria dos condutores, 57%, enquadra-se no perfil mais cauteloso. Mas cerca de 1,2% dos motoristas representaram risco elevado no trânsito, devido à reincidência de comportamentos agressivos.

Advertisement

Copyright © desde 2013 Alpha Autos